domingo, 8 de fevereiro de 2015

Exposição de Camélias e Orquídeas em Sintra

















No fim de semana de 21 e 22 de Fevereiro irá decorrer no Terreiro do Palácio Nacional de Sintra uma Exposição de Camélias e Orquídeas.

A Parques de Sintra promove a exposição “Camélias e Orquídeas em Sintra”, em parceria com a Associação Portuguesa de Camélias (APC) e o Clube dos Orquidófilos de Portugal (COP). A exposição tem como objetivo promover o valor botânico associado às Camélias e Orquídeas em Sintra.

-A Exposição integra Orquídeas pela 1ª vez;
-Expositores nacionais e estrageiros;
-Entrada gratuita na exposição e nas palestras sobre orquídeas
-Workshop “Camellia Sinensis – Origem e Sabor do Chá”, com degustação
-Camélias e Orquídeas à venda no local.

Para mais informações e Programa completo consulte a Parques de Sintra; comercial@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00 

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Programa da Conferência "Palácios Históricos de Lisboa - Memória, Ruína ou Futuro"















Programa da Conferência "Palácios Históricos de Lisboa - Memória, Ruína ou Futuro" - Sala do Arquivo dos Paços do Concelho de Lisboa - Dia 24 de Janeiro de 2015 - 10 horas. Entrada Livre.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Em Floração: Ligularia tussilaginea















Ligularia tussilaginea conhecida como "Pata-de-cavalo" no canteiro 46-B do Jardim Botânico. Fotografia da nossa associada Cristina Girão. Data: 21 Dezembro 2014.


domingo, 4 de janeiro de 2015

Informação aos Associados: Degradação e mudança de instalações da LAJB no Jardim

Estimada/o associada/o  

Informamos que, por risco resultante da degradação das instalações da LAJB (imagens em anexo) e por indisponibilidade por parte da direcção dos Museus em cedência de outro espaço, dentro do Jardim Botânico, vimo-nos forçados a abandonar as mesmas.   

Até encontrarmos novas instalações para a sede da LAJB, continuaremos contactáveis, como é habitual, através do telefone 962112171 ou do email amigosdobotanico@gmail.com 

Em breve daremos uma informação mais detalhada sobre este assunto.  

A Direcção da Liga dos Amigos do Jardim Botânico reitera os votos de um Bom Ano.     

Jardim Botânico de Lisboa

3 de Janeiro de 2015


terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Invasora "Bons-Dias" no Jardim Botânico
















Planta invasora Ipomoea indica "Bons-dias" no canteiro 7A do Jardim Botânico. Fotografia da nossa associada Cristina Girão. Data: 21 Dezembro de 2014.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Invasora "Conteira Roca-de-Velha" no Jardim Botânico

Planta invasora Hedychium gardnerianum "Conteira Roca-de-velha" no canteiro 4B do Jardim Botânico. Fotografia enviada pela nossa associada Cristina Girão. Data: 21-12-2014.

sábado, 27 de dezembro de 2014

Pombo-torcaz no Jardim Botânico!

















Fotos de um pombo-torcaz ( Columba palumbus ) numa Araucaria cunninghamii do Jardim Botânico. Fotografias gentilmente enviadas pela nossa associada Cristina Girão (21 Dezembro 2014).

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Pica-pau-malhado no Jardim Botânico!


Fotos de um pica-pau-malhado ( Dendrocopus major ) no Jardim Botânico. Fotografias gentilmente enviadas pela nossa associada Cristina Girão (21 Dezembro 2014).

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

CONVITE: CHÁ DE NATAL LAJB 21-DEZ-2014


















A Direcção da Liga dos Amigos do Jardim Botânico de Lisboa tem o prazer de convidar todos os associados, adoptantes de plantas e voluntários, para um "Chá de Natal" no domingo dia 21 de Dezembro entre as 15H e as 17H, a ter lugar no antigo Refeitório das Carmelitas do Convento dos Cardaes (Imóvel de Interesse Público).

Ao longo do ano foram muitos os contributos de associados, e não só, que nos permitem ajudar o Jardim Botânico - financiando trabalhos, compra de materiais e alfaias, indispensáveis à conservação mínima do jardim. Também os dias de voluntariado, na área da manutenção, foram uma ajuda importante especialmente num momento em que o nosso Jardim se debate com falta de jardineiros residentes. 

É para todas estas pessoas generosas que dedicamos, em especial, este Chá de Natal da LAJB. A todos, o Jardim Botânico agradece do fundo do coração. Boas Festas!

NOTA: Devido à lotação do antigo Refeitório do Convento dos Cardaes, será obrigatória a inscrição prévia. Por favor, envie um sms para 962112171, ou escreva para amigosdobotanico@gmail.com a confirmar a sua presença. O chá será oferecido mas quem desejar pode trazer um bolo ou bolachas caseiras, de preferência dentro do tema da "Botânica". Seja imaginativo e apareça!

CONVENTO DOS CARDAES - RUA DE 'O SÉCULO' 123 LISBOA

sábado, 6 de dezembro de 2014

Arboreto: ensaio de novo pavimento do Jardim
















No âmbito do Projecto do Orçamento Participativo da CML, foi executado um ensaio de novo pavimento num dos caminhos do Arboreto. Se visitar o Jardim Botânico, passe por este local e se assim o entender, faça chegar a sua opinião e/ou questões. Infelizmente ainda não foi colocado junto a este local nenhuma informação aos visitantes sobre o que foi ali executado, quais os materiais, as carateristicas técnicas e como será a sua manutenção. A LAJB irá tentar recolher esses factos e depois irá disponibilizá-los aqui.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Lisboa, capital de caldeiras vazias

Rua Bartolomeu de Gusmão, 2 caldeiras vazias, entre muitas da nossa cidade. Se tem conhecimento de caldeiras vazias, ou com cepos/árvores mortas, escreva ao executivo da Junta de Freguesia alertando para o facto e solicitando a plantação de novas árvores. Lisboa capital, agradece!

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

«AS ÁRVORES QUE FORAM À GUERRA»... no JB







Algumas imagens da última visita organizada pela LAJB no Jardim Botânico no passado domingo, dia 16 de Novembro. «As Árvores que foram à Guerra» por Susana Neves foi criada no âmbito do Centenário da Grande Guerra. A nossa guia surpreendeu todos com factos e histórias de transformação pelo Homem do Universo sublime das Plantas em horrores de Guerra e Morte.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Lago de Baixo: Hoje, 2 anos depois das "obras"...


















Aspecto do Lago de Baixo do Jardim Botânico, no Arboreto. Está assim, hoje em dia, passados 2 anos e meio após "obras" que tiveram direito a cerimónia de "reabertura" do Jardim Botânico, no dia 14 de Junho de 2012. Estamos perante mais um exemplo do dinheiro dos contribuintes deitados ao lixo.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Orçamento Participativo: «Obras no Jardim Botânico só em meados de 2015»

Um ano depois de ter saído vencedor do Orçamento Participativo de 2013, através de um projecto no valor de 500 mil euros que prevê a sua reabilitação, as “boas notícias” anunciadas, nesta terça-feira, pela Câmara Municipal de Lisboa para o Jardim Botânico consistem no previsível lançamento, no início de 2015, do concurso para a realização das obras naquele monumento nacional.  

Mau grado a demora no processo, em que ao longo de um ano nada aconteceu no terreno, no entender do vereador José Sá Fernandes, com pelouro da Estrutura Verde, “há boas notícias para o Jardim Botânico”.  

“O projecto para recuperação dos lagos, da cisterna e de alguns caminhos da água está quase a ser finalizado, devendo ficar completo em Janeiro/Fevereiro, após o que se procederá ao lançamento do concurso” para a realização das obras, disse Sá Fernandes, perante a Assembleia Municipal de Lisboa, respondendo à questão colocada pela deputada municipal Cláudia Madeira, do Partido Ecologista Os Verdes (PEV).  

A confirmar-se o lançamento do concurso no primeiro trimestre de 2015, as obras não começarão antes de meados do ano e só em 2016 estarão, eventualmente, concluídas.  

Outras questão relativas ao Jardim Botânico, igualmente colocadas pela deputada do PEV, ficaram, porém, sem resposta: “Para quando se prevê que esteja pronto o Plano de Salvaguarda do Jardim? E para quando está previsto o pagamento do subsídio anual que a Câmara Municipal de Lisboa atribuiu ao Jardim Botânico, para manutenção?”.  

“O Plano de Salvaguarda está a ser elaborado”, disse apenas o vereador Sá Fernandes, que não se pronunciou sobre o pagamento do subsídio acordado.     

Texto: Fernanda Ribeiro in O CORVO, 12 de Novembro de 2014

Foto: Vista dos canaletos no Arboreto do Jardim Botânico em Maio de 2012, após obras inadequadas, com dinheiros públicos, mas que já todos parecem ter esquecido. Dois anos depois a maioria das intervenções executadas estão votadas ao abandono. Esperemos que as próximas obras sejam com padrões de qualidade elevados, e que exista um Plano de Manutenção, como merece um Monumento Nacional.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Cerimónia de Plantação de árvore na Embaixada de França: Projecto «100 Anos, 100 Árvores»



 Jean-François Blarel, Embaixador de França em Portugal
 João Pinto Soares, Presidente da Associação Lisboa Verde
 Foram todos convidados a participar activamente 
 Sabine Blarel também participou na plantação 
 Manuela Correia, Presidente da Liga dos Amigos do Jardim Botânico
Cérémonie à l’occasion de la commémoration de l’Armistice du 11 novembre 1918  

Intervention de l’Ambassadeur  

Cette cérémonie marquant l’anniversaire de l’armistice du 11 novembre 1918 revêt une signification toute particulière cette année.2014 est en effet l’année où ont commencé les commémorations de la Première Guerre Mondiale, et particulièrement en France où le Président de la République a présidé des cérémonies internationales le 14 juillet à Paris, puis début août pour marquer le centenaire du déclenchement du conflit et le 12 septembre à l’occasion du centenaire de la bataille de la Marne. Aujourd’hui, le chef de l’Etat a ouvert cette journée commémorative au palais de l’Elysée en lançant officiellement le Grand Mémorial, base de données en ligne qui permet d’interroger les registres matricules contenant les détails du parcours militaire de chaque soldat, conservé dans les archives départementales. Le Président a également remis le prix du concours des Petits artistes de la Mémoire à ses jeunes lauréats. Puis il accueilli ce matin des invités du monde  entier à l’Arc de Triomphe, avant d’inaugurer avec eux cet après-midi l’«Anneau de la Mémoire», le Mémorial international de la Première Guerre Mondiale, sur la colline de Notre-Dame de Lorette, près d’Arras dans le Pas-de-Calais. C’est la Secrétaire d’Etat à la Défense, Madame Berta Cabral, qui représente aujourd’hui le Portugal lors des cérémonies en France.   

L’impressionnante série de cérémonies commémoratives qui marque dans nos pays le  centenaire de la Première Guerre Mondiale, vise à saluer la mémoire de ceux qui ont trouvé la mort  ou ont été blessés ou gazés au cours du conflit. Nous pensons particulièrement en ce jour au 1,4 million de jeunes Français qui sont morts dans les tranchées et aux 7700 soldats portugais morts pendant la guerre, notamment en Afrique et pendant la bataille de la Lys.  

La commémoration a également pour objectif de transmettre aux jeunes générations le mémoire de ce conflit meurtrier et de lui faire prendre conscience de l’horreur de la guerre. Enfin, ce centenaire tend à rappeler que la guerre n’est pas un recours et qu’il existe désormais des voies  internationales de règlement pacifique des conflits, à travers l’Organisation des Nations- Unies ou par le biais d’organisations régionales.  

Hoje estamos particularmente satisfeitos por concretizar uma parceria com a associação Lisboa Verde. No âmbito do projecto “Cem anos, cem árvores”, esta associação desejaria que as Embaixadas, em Portugal, dos Estados beligerantes da Grande Guerra plantassem uma árvore. A Embaixada de França aderiu imediatamente a este projecto e propôs que esta cerimónia se realizasse a 11 de Novembro. Portanto, vou agora com o Presidente da associação Lisboa Verde plantar uma oliveira em memória de todos os mortos  da Primeira Guerra Mundial e em honra da paz.  

En ce jour nous sommes heureux de concrétiser le partenariat noué avec l’association Lisboa Verde. Dans le cadre du projet «Cent ans, cent arbres» Cette association souhaiterait que les ambassades au Portugal des Etats belligérants de la Grande Guerre plantent un arbre. L’Ambassade  de France a aussitôt adhéré à ce projet et a proposé que cette cérémonie de l’arbre ait lieu le 11 novembre. C’est donc à présent que je vais avec le Président de l’association Lisboa Verde planter un olivier en souvenir de tous les morts de la Première Guerre Mondiale et en l’honneur de la paix.  

Bonne journée à tous.

Nota: Decorreu ontem, dia 11 de Novembro de 2014 uma cerimónia de plantação de árvore na Embaixada de França no âmbito do jovem projecto cívico «100 Anos, 100 Árvores» que tem como objectivo plantar 100 árvores em Lisboa entre 2014 e 2018 durante os anos do centenário da Grande Guerra. Esta oliveira plantada pelo Embaixador de França é a árvore nº 001/100. O projecto «100 Anos, 100 Árvores» tem organização conjunta da Assoçiação Lisboa Verde, APAP-Associação Portuguesa dos Arquitectos Paisagistas e da LAJB-Liga dos Amigos do Jardim Botânico.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

"AS ÁRVORES QUE FORAM À GUERRA" - Visita guiada ao Jardim Botânico a 16 Novembro, 10H















Estimadas/os associadas/os   

A Liga dos Amigos do Jardim Botânico vai organizar uma visita guiada para os seus associados no dia 16 de Novembro (domingo) às 10H, no âmbito do aniversário do Jardim Botânico que este ano comemora 136 anos.  

A visita será guiada por Susana Neves que este mês celebra 9 anos a investigar e a escrever sobre árvores em Portugal e no Mundo. O tema da visita guiada é: "AS ÁRVORES QUE FORAM À GUERRA". Desta forma prestamos a nossa homenagem aos milhões de soldados que perderam a vida na Grande Guerra e cujo centenário se comemora este ano. 

Saudações Botânicas   

A Direcção    

VISITA GUIADA AO JARDIM BOTÂNICO DE LISBOA:
   
Data - 16 de Novembro - 10h00m   
Tema da Visita  "As árvores que foram à guerra"   
Guia da Visita - Susana Neves   
Inscrições - amigosdobotanico@gmail.com; TM: 962112171   
Número de participantes - 30 pessoas   
Local do encontro - Bilheteira da entrada do Jardim Botânico.

"AS ÁRVORES QUE FORAM À GUERRA" 

Evocando o centenário do início da Primeira Guerra Mundial, Susana Neves, autora do livro "Histórias que Fugiram das Árvores – Um arboretum português", numa visita especial ao Jardim Botânico de Lisboa, recorda algumas das espécies arbóreas que fizeram parte de vários cenários de guerra, serviram à espionagem, à invenção de novas armas e medicamentos, ao progresso da marinha e da aviação, a práticas de tortura e à esperança dos que as viram renascer. Susana Neves

Foto: Preparativos para o embarque das tropas que vão combater na Primeira Guerra Mundial 1916, Joshua Benoliel. Arquivo Fotográfico Municipal/CML. Ao centro da imagem podemos observar o que parece ser um jovem lodão com tutor.

sábado, 8 de novembro de 2014

4 palmeiras mortas no Jardim Botânico




Oficialmente já temos 4 palmeiras (Phoenix canariensis) mortas no Jardim Botânico. Logo que possível estes espiques serão abatidos e removidos. Neste momento há 7 palmeiras infectadas que correm o risco de morrer com a mesma praga do escaravelho vermelho.