terça-feira, 11 de Novembro de 2008

130 ANOS DO JARDIM BOTÂNICO: um paraíso mal amado no coração da cidade?

"Os jardineiros que conheci, para não serem vaidosos, bastava-lhes amarem os jardins."

Antoine Saint-Exupéry

Após 130 anos, o que é que sobrevive do Jardim Botânico? Uma sombra perfumada e colorida? Uma ruína assistida pelos homens? Um nobre projecto abandonado a meio? Uma memória sem músculo? Uma bela vocação adormecida? Um paraíso mal amado no coração da cidade? O que é o Jardim Botânico, hoje, no dia do seu 130º aniversário?

Sem comentários: