terça-feira, 11 de Novembro de 2008

130 ANOS DO JARDIM BOTÂNICO: 11-11-2008

UM PARAÍSO A DESCOBRIR NO CORAÇÃO DA CIDADE

O Jardim Botânico da Universidade de Lisboa (MNHN), criado em 1878, comemora 130 Anos. Dia 11 de Novembro, dia do armistício da I Grande Guerra foi a data institucionalizada para estas comemorações.

Esta instituição foi desde o início vocacionada para a divulgação, ensino, investigação e conservação dos recursos vegetais. Com enormes carências em recursos financeiros e humanos, o Jardim Botânico tem conseguido desenvolver, nos últimos 5 anos, um valioso programa de Educação Ambiental, sempre com conteúdos inovadores sobre a biodiversidade, suas ameaças e conservação, dando resposta às solicitações mais actuais.

O Jardim Botânico tem assumido a sua missão de sensibilizar políticos e populações para o imperativo estabelecimento de uma estratégia nacional de desenvolvimento sustentável.
Encontrando-nos em contagem decrescente para 2010, ano em que pelo menos 60% da flora ameaçada deveria estar conservada, é tempo de balanço e de avaliar o que foi feito e o que está por fazer. É neste contexto que os Jardins Botânicos têm papel relevante por serem locais de conservação, museus vivos de colecções de plantas, amostras de ecossistemas com uma biodiversidade particular, mas sobretudo locais de investigação com responsabilidade de alterar ou evitar a perda de diversidade a nível nacional, contribuindo com os compromissos globais a nível internacional.

O nosso compromisso é cada vez maior no desenvolvimento de investigação credível e continuada sobre a biologia e ecologia das espécies, na integração desse conhecimento nos sectores públicos e político-económicos, na definição de medidas de gestão mais adequadas de forma a adaptar os interesses económicos à preservação dos habitats naturais, no apoio aos decisores políticos para o cumprimento das metas a nível internacional e na disponibilização e divulgação dos dados das nossas colecções e conhecimento.

As comemorações dos 130 anos vão procurar mostrar a vertente científica, de divulgação, artística, cultural e formativa que o Jardim Botânico do MNHN pode oferecer. O programa é ambicioso mas pretende continuar a linha de trabalho iniciada há 5 anos: virar-se e estar aberto à cidade de Lisboa, desenvolvendo conhecimento sobre a biodiversidade e sua conservação, estimulando a cultura, educação e o desenvolvimento económico e social, e procurando integrar os interesses da cidade.

FOTO: a extraordinária biodiversidade do Jardim Botânico

Sem comentários: